Location and Contacts of the Music School

Address
Rua Doutor João Soares, 18
1600-060 LISBOA
Portugal

Contacts
Telephone: +351 21 799 18 40
Email: geral
Fax: +351 21 799 18 41

Share this

violoncelos_CAB2853

violoncelos do moderno

 

The Cello ensemble started in 2012 and includes approximately 30 young pupils of viola, aged from 3 to 15 from the School of Music of the Colégio Moderno.

As well as the traditional individual lessons of the instrument, these pupils rehearse a wide and varied repertoire to be performed in several concerts throughout the year.

They have performed in some of the most iconic concert halls in Portugal; at the Calouste Gulbenkian Foundation, the Centro Cultural de Belém (CCB), the São Carlos National Theatre, the Ajuda National Palace, and others.

They also played at the Dias da Música Festival, at the CCB.

The artistic director is cellist Ângela Carneiro.

Share this

Violas_CAB2674

violas do moderno

 

The Violas ensemble comprises approximately 30 young pupils of viola, aged from 3 to 20 from the School of Music of the Colégio Moderno, in Lisbon, Portugal.

As well as the traditional individual lessons of the instrument, these pupils rehearse a wide and varied repertoire to be performed in several concerts throughout the year.

They have performed in some of the most iconic concert halls in Portugal: at the Calouste Gulbenkian Foundation, the Centro Cultural de Belém (CCB), São Carlos National Theatre, the Ajuda National Palace, and others.

They also played at the Dias da Música Festival, at the CCB.

The artistic director is violist Sandra Raposo.

Share this

violinosmoderno_CAB3484

violinos do moderno

 

It is an ensemble  of 70 young violin pupils with ages 3 to 20 from the School of Music of the Colégio Moderno, in Lisbon, Portugal.

As well as the traditional individual lessons of the instrument, these pupils rehearse a wide and varied repertoire to be performed in several concerts throughout the year.

The group may be divided into smaller formations depending on the needs of each performance or programme.

This is how pupils included in this project have come to perform in some of the most iconic concert halls, such as the Calouste Gulbenkian Foundation, the São Carlos National Theatre, Casa da Música, Centro Cultural de Belém, National Pantheon, Estrela Basilica, as well as several tours and masterclasses abroad.

The most relevant concerts abroad took place at the Chicago Orchestra Hall, several concert halls in Oslo, Norway, at the Aberdeen International Youth Festival, Scotland, in Brazil, Ireland and Switzerland.

In 2014, they went to Italy where they played in the Orchestre Giovanilli Festival and, in June of 2015 at the Provence Festival of Youth Orchestras in the South of France.

These young violinists have been a fixture of the most important music festival in Portugal – Dias da Música in Belém.

Musicians trained at this school often go on to attend the best schools of music in Europe.

Their repertoire includes pieces from the baroque period to contemporary works.

The artistic direction of this ensemble and of the School of Music of the Colégio Moderno is by violinist Inês Saraiva.

Share this

ConcertoModernoEnsaio_DSC_0115

ConcertoModerno

Concerto Moderno is a string orchestra with approximately 20 young musicians living in or around Lisbon. This is a solid and ambitious project in the field of classical music.
Their repertoire includes pieces from several periods, from the baroque to current ones, with no preconceptions and with the desire to discover new paths even for the most frequently played pieces.

Almost every concert features invited soloists, always internationally renowned musicians who can help bring new perspectives and renewed ambitions to this group.

From January to June 2012, the Concerto Moderno held six concerts as part of the programme of the São Luiz Municipal Theatre.

In April 2013, they took part in the Terras Sem Sombra Festival, playing a concert at the Main Church of Almodôvar and were part of the Dias da Música in Belém, Lisbon, at the Centro Cultural de Belém. The Concerto Moderno also performed in places like the Ajuda National Palace, National Museum of Ancient Art, Gulbenkian Museum, the São Carlos National Theatre and the Queluz National Palace.

In October 2013, they recorded three concerts by Johann Sebastian Bach, with the guest soloist Gwendolyn Masin, launched on CD by Jornal i.

In July 2014 the orchestra played with violinist Teimuraz Janikashvili, at the Festival Internacional de La Granja, in Spain.

From January to July 2015, the Concerto Moderno showcased their season at the Ajuda National Palace, São Luiz Municipal Theatre and Queluz National Palace.

In July and August 2015, the Concerto Moderno was part of the Festival Provençal des Orchestres de Jeunes, and played at the Aix-en-Provence Cathedral, at the Palais des Eveques (Bourg de Saint Andéol) and at the Frigolet Abbey.

The following soloists played with the Concerto Moderno: Otto Pereira, Duncan Fox, Gwendolyn Masin, Paulo Gaio Lima, Natalia Tchitch, Jill Lawson, Pavel Gomziakov, Carlos Marín, Daniel Garlitsky, Carla Caramujo, Iddo Bar-Shai, Miguel Jalôto, Marie Chilemme, Tomohiro Hatta and Lev Vinocour.

The Artistic Direction of the Concerto Moderno is run by maestro César Viana and violinist Inês Saraiva. Maestro César Viana is also the Musical Director.

 

facebook/concertomoderno

Share this

The birth of this project

Founded in October 2012, located next to the Alameda da Universidade de Lisboa, the Colégio Moderno Music School is the embodiment of an ancient dream of the School Board.

The School of Music is run by Professora Inês Saraiva and by Maestro César Viana, two major references in the Portuguese music scene and has a faculty includes many highly regarded teachers, as well as the music teachers at the Colégio.

Initially geared towards the teaching of string instruments – violin, viola, cello – they would include piano lessons under the coordination of pianist Jill Lawson.

From the first 50 pupils, who transitioned with the teachers to the current 300 it was just a small step. Most children attend the Colégio Moderno, but the School of Music is an independent body, open to outside pupils and this number keeps growing.

 

Mission and syllabus

Not all pupils will grow up to be professional musicians, but the goal of the School of Music of the Colégio Moderno is to prepare them for that possibility.

The School is open to children from age 3 and there is no maximum age of attendance. The syllabus is built to follow the pupils’ ages in the varying steps of the official education system. However, any one may apply and will be directed to the fitting level.

The course follows a format and contents defined by the School.
The structure of the Music Course is divided into three main blocks:

The preparatory course – equivalent to the pre-school for children aged 3 to 6. They have one individual one-hour lesson per week and, for pupils learning string instruments, a biweekly ensemble lesson, always on Saturday morning.

The initiation course – running parallel to primary education and geared to students usually aged 6 to 10. They have one individual one-hour lesson per week and, now, an additional hour of choir and another of musical initiation – solfeggio – each week.  The biweekly ensemble lesson for string instruments still applies.

The general and complementary course for children in secondary education aged 10 to 18.

 

The general course – the first five years – for pupils aged 10 to 15. They have one hour of instrument and another of choir as well as 90 minutes of musical training, a more advanced version of solfeggio. String-instrument pupils have a further two hours of orchestra and another two of ensemble each week.

The complementary course is the most demanding one. For the pupils in the final three years, aged 15 to 18. They have one hour of instrument, 90 minutes of musical training, 90 minutes of chamber music, 90 minutes of musical analysis and 90 minutes of history of music.

The School of Music issues a diploma to all pupils who finish each degree.

 

Concerts, projects and workshops

As well as the many auditions throughout the year that allow the pupils to showcase their talents to the public, regardless of their level, the School of Music of the Colégio Moderno develops and takes part in several cultural activities including several auditions inside the School and some concerts, including:

• The annual concert at the São Carlos National Theatre.
• Taking part in Music Days and Mini-days at the Centro Cultural de Belém.
• Concerts at the Ajuda National Palace, at the Lisbon Sé, at the Estrela Basilica and the National Pantheon.
• Masterclasses.
• Tours.

Share this

Informação sobre o aluno

 

Informação sobre os pais

 

Outra informação

 

Share this

Informação sobre o aluno

 

Informação sobre os pais

 

Outra informação

 

Share this

violoncelos_CAB2853

violoncelos do moderno

 

O ensemble Violoncelos do Moderno nasceu em 2012 e reúne cerca de 30 jovens estudantes de violoncelo, com idades compreendidas entre os 3 e os 15 anos, que pertencem à Escola de Música do Colégio Moderno.

Estes alunos, para além das tradicionais aulas individuais de instrumento, preparam em conjunto um vasto e diferenciado reportório que apresentam ao longo do ano em diferentes concertos.

Este projeto tem-se apresentado nas mais emblemáticas salas portuguesas; na Fundação Calouste Gulbenkian, no Centro Cultural de Belém (CCB), no Teatro Nacional de São Carlos, no Palácio Nacional da Ajuda, entre outras.

Apresentaram-se também no Festival Dias da Música, no CCB. A direção artística está a cargo da violoncelista Ângela Carneiro.

Share this

Violas_CAB2674

violas do moderno

 

O ensemble Violas do Moderno reúne cerca de 30 jovens estudantes de viola de arco, com idades compreendidas entre os 3 e os 20 anos, que pertencem à Escola de Música do Colégio Moderno, de Lisboa, Portugal.

Estes alunos, para além das tradicionais aulas individuais de instrumento, preparam em conjunto um vasto e diferenciado reportório que apresentam ao longo do ano em diferentes concertos.

Este projeto tem-se apresentado nas mais emblemáticas salas portuguesas: na Fundação Calouste Gulbenkian, no Centro Cultural de Belém (CCB), no Teatro Nacional de São Carlos, no Palácio Nacional da Ajuda, entre outras.

Apresentaram-se também no Festival Dias da Música, no CCB.

A direção artística está a cargo da violetista Sandra Raposo.

Share this

violinosmoderno_CAB3484

violinos do moderno

 

É um ensemble  de 70 jovens estudantes de violino, com idades compreendidas entre os 3 e os 20 anos, que pertencem à Escola de Música do Colégio Moderno, de Lisboa, Portugal.

Estes alunos, para além das tradicionais aulas individuais de instrumento, preparam em conjunto um vasto e diferenciado reportório que apresentam ao longo do ano em diferentes concertos.

O grupo poderá dividir-se em formações mais pequenas consoante as solicitações de concertos ou de programas a apresentar.

Foi assim, que ao longo dos anos, os alunos deste projeto já se apresentaram nas salas mais emblemáticas portuguesas, como a Fundação Calouste Gulbenkian, Teatro Nacional de S. Carlos, Casa da Música, Centro Cultural de Belém, Panteão Nacional, Basílica da Estrela, bem como em variadas tournées e masterclasses no estrangeiro.

Entre estas destacam-se os concertos no Orchestra Hall de Chicago, em várias salas de Oslo, na Noruega, no Aberdeen International Youth Festival – Escócia, no Brasil, na Irlanda e na Suíça.

Em 2014, deslocaram-se a Itália, onde participaram no Festival de Orchestre Giovanilli e, em Julho de 2015 no Festival Provençal de Orquestras de Jovens no sul de França.

Estes jovens violinistas têm sido uma presença constante no festival de música mais importante de Portugal – Dias da Música em Belém.

Os alunos formados nesta escola frequentam atualmente as melhores escolas de música europeias.

O seu reportório abrange obras desde o período barroco até aos nossos dias.

A direção artística deste ensemble e da Escola de Música do Colégio Moderno está a cargo da violinista Inês Saraiva.

Share this

ConcertoModernoEnsaio_DSC_0115

ConcertoModerno

O Concerto Moderno é uma orquestra de cordas formada por cerca de 20 jovens instrumentistas da área de Lisboa, com um projeto artístico sólido e ambicioso no campo da música clássica.

Aborda repertórios de muitas épocas, do barroco aos nossos dias, sem ideias feitas e com vontade de descobrir novos caminhos, mesmo nas obras mais frequentemente tocadas.

Em quase todos os concertos há solistas convidados – sempre músicos de reputação internacional – que podem trazer novas perspetivas e ambições sempre renovadas a este coletivo.

De Janeiro a Junho de 2012, o Concerto Moderno deu seis concertos integrados na programação do Teatro Municipal São Luiz.

Em Abril de 2013, participou no Festival Terras Sem Sombra, com um concerto na Igreja Matriz de Almodôvar e fez parte do cartaz dos Dias da Música em Belém, no Centro Cultural de Belém. O Concerto Moderno atuou também em espaços como o Palácio Nacional da Ajuda, Museu Nacional de Arte Antiga, Museu Gulbenkian, o Teatro Nacional de São Carlos e o Palácio Nacional de Queluz.

Em Outubro de 2013, decorreram as gravações de três concertos de Johann Sebastian Bach, com a solista convidada Gwendolyn Masin, a serem editados em CD pelo Jornal i.

A orquestra tocou em Julho de 2014 com o violinista Teimuraz Janikashvili, no Festival Internacional de La Granja, em Espanha.

De Janeiro a Julho de 2015, o Concerto Moderno apresentou a sua temporada no Palácio Nacional da Ajuda, Teatro Municipal São Luiz e Palácio Nacional de Queluz.

Em Julho e Agosto de 2015, o Concerto Moderno participou no Festival Provençal des Orchestres de Jeunes, tocando na Catedral de Aix-en-Provence, no Palais des Eveques (Bourg de Saint Andéol) e na Abadia de Frigolet.

Tocaram com o Concerto Moderno os seguintes solistas: Otto Pereira, Duncan Fox, Gwendolyn Masin, Paulo Gaio Lima, Natalia Tchitch, Jill Lawson, Pavel Gomziakov, Carlos Marín, Daniel Garlitsky, Carla Caramujo, Iddo Bar-Shai, Miguel Jalôto, Marie Chilemme, Tomohiro Hatta e Lev Vinocour.

A Direção Artística do Concerto Moderno está a cargo do maestro César Viana e da violinista Inês Saraiva. O maestro César Viana assume também funções de Direção Musical.

 

facebook/concertomoderno

Share this

Share this

Informação sobre o aluno

 

Informação sobre os pais

 

Outra informação

 

Share this

Share this

Share this

Calendário escolar da Escola de Música do Colégio Moderno para o ano letivo 2018/2019

1.º PERÍODO – 3 SETEMBRO – 14 DEZEMBRO

3 de setembro
Apresentação ao serviço e reuniões pedagógicas.

3 a 14 de setembro
Trabalhos preparatórios para a abertura do ano letivo.

6 de setembro
Reunião Geral de Professores.

12 de setembro
Marcação de horários das disciplinas teóricas com os professores das respetivas classes.

13 de setembro
Marcação de horários das disciplinas de instrumento com os professores das respetivas classes.

14 de setembro
Afixação dos horários para 2018/2019.

17 de setembro
Início das atividades letivas do 1.° período.

21 de setembro
Reunião da Direção com todos os Encarregados de Educação da Escola de Música, 19 horas.

5 de outubro
Feriado nacional.

1 de novembro
Feriado nacional.

2 de novembro
Interrupção das atividades letivas para todas as secções do Colégio.

13 de novembro
Reunião Intercalar dos Professores das Disciplinas Teóricas, 10 horas.

14 de novembro
Reunião Intercalar dos Professores de Cordas, 10 horas.

15 de novembro
Reunião Intercalar dos Professores de Piano, 10 horas.

24 de novembro
Masterclasse de Piano com Jill Lawson.

1 de Dezembro
Feriado nacional.

8 de dezembro
Feriado nacional.

Dezembro, data a anunciar
Concerto de Natal dos Violinos do Moderno, local a definir.

Dezembro, data a anunciar
Concerto de Natal das Violas e Violoncelos do Moderno,
local a definir.

Dezembro, data a anunciar
Concerto de Natal do Coro da EMCM, local a definir.

14 de dezembro
Termo das atividades letivas do 1.° período.

17 de dezembro a 2 de janeiro
Férias de Natal.

Até 28 de dezembro
Afixação das pautas do 1.° momento de avaliação.

2.º PERÍODO – 3 JANEIRO – 5 ABRIL

3 de janeiro
Início das atividades letivas do 2.° período.

26 de fevereiro
Reunião Intercalar dos Professores das Disciplinas Teóricas, 10 horas.

27 de fevereiro
Reunião Intercalar dos Professores de Cordas, 10 horas.

28 de fevereiro
Reunião intercalar dos Professores de Piano, 10 horas.

4 a 6 de março
Interrupção das atividades letivas (Férias de Carnaval) para todas as secções do Colégio.

23 de março
Masterclasse de Piano com Jill Lawson.

5 de abril
Termo das atividades letivas do 2.° período.

8 a 22 de abril
Férias da Páscoa.

Até 17 de abril
Afixação das pautas do 2.° momento de avaliação.

3.º PERÍODO – 23 ABRIL – 21 JUNHO

23 de abril
Início das atividades letivas do 3.° período.

25 de abril
Feriado nacional.

Dias da Música em Belém – horário de concerto a definir.

1 de maio
Feriado nacional.

20 a 24 de maio e 27 a 31 de maio
Realização das Provas Finais Escritas para os alunos do 1.°, 3.°, 4.°, 6.° e 7.° Graus dos Cursos Geral e Complementar.

10 de junho
Feriado nacional.

13 de junho
Feriado Municipal (Lisboa).

20 de junho
Feriado nacional.

Junho, data a anunciar
Dia Solidário, Teatro Nacional de São Carlos.

21 de junho
Termo das atividades letivas do 3.° período para todos os alunos da Escola de Música do Colégio Moderno.

24 a 28 de junho e 1 a 3 de julho
Realização das Provas Finais orais e auditivas para os alunos do 1.°, 3.°, 4.°, 6.° e 7.° Graus dos Cursos Geral e Complementar.

3 a 12 de julho
Realização dos Exames Finais para os alunos do 2.°, 5.° e 8.° Graus dos Cursos Geral e Complementar.

Até 28 de julho
Afixação das pautas do 3.° momento de avaliação.

O Calendário Escolar da Escola de Música também pode ser descarregado aqui em versão PDF para impressão.

Share this

Regulamento da Escola de Música do Colégio Moderno
(com os valores em vigor para o ano letivo 2018/2019)

Breve introdução

A Escola de Música do Colégio Moderno nasceu em Setembro de 2012, concretizando um velho sonho do Colégio de dar à música toda a sua importância.

Dirigida pela Professora Inês Saraiva e pelo Maestro César Viana, duas referências no meio musical português, a Escola conta com um leque de professores de grande qualidade.

Inicialmente vocacionada para o ensino de instrumentos de corda — violino, viola e violoncelo— a Escola aposta também no ensino do piano, tendo como professora coordenadora dos professores deste instrumento a pianista Jill Lawson.

A Escola de Música do Colégio Moderno desenvolve ao longo do ano vários projetos e workshops, com a participação de músicos nacionais e internacionais, e está aberta a todos os jovens, de todas as escolas, a partir dos 3 anos.

Instrumentos lecionados

  • Violino
  • Viola de Arco
  • Violoncelo
  • Piano

Estrutura e organização dos Cursos

Curso Preparatório: Violino, Viola, Violoncelo
  • Destinado a alunos com idades compreendidas entre os 3 e os 6 anos (pré-escolar)
  • Aula Individual de Instrumento — 2X30 minutos por semana
  • Aula de Conjunto quinzenal — 30 minutos
  • Mensalidade: 150 €
Curso preparatório: Piano
  • Destinado a alunos com idades compreendidas entre os 3 e os 6 anos (pré-escolar)
  • Aula Individual de Instrumento— 2x30minutos por semana
  • Mensalidade: 120€
Curso de iniciação: Violino, Viola, Violoncelo e Piano
  • Destinado a alunos com idades compreendidas entre os 6 e os 10 anos (1.º ciclo)
  • 4 níveis de aprendizagem
  • Aula Individual de Instrumento— 2×30 minutos ou 1×60 minutos por semana
  • Aula de Iniciação Musical—1×60 minutos por semana (prática coletiva)
  • Aula de Coro— 1×60 minutos por semana (prática coletiva)**
  • Aula de Conjunto quinzenal para os alunos de instrumentos de cordas*
  • Mensalidade: 170€

* Aulas realizadas aos sábados de manhã — destinadas a alunos de Violino, Viola e Violoncelo
** Disciplina opcional para os alunos dos Instrumentos de Cordas, a partir do 3.º grau

Curso Geral: Violino, Viola, Violoncelo e Piano
  • Destinado a alunos com mais de 9 anos de idade (2.º e 3.º ciclo)
  • 5 graus de aprendizagem
  • Aula Individual de Instrumento — 1×60 minutos por semana
  • Aula de Formação Musical — 1×90 minutos por semana (teórica coletiva)
  • Aula de Coro— 1×60 minutos por semana (prática coletiva)**
  • Aula de Orquestra — 1×120 minutos por semana (prática coletiva)***
  • Aula de Conjunto — quinzenal*
  • Mensalidade: 180 €

* Aulas realizadas aos sábados de manhã — destinadas a alunos de Violino, Viola e Violoncelo.
** Disciplina opcional para os alunos dos Instrumentos de Cordas, a partir do 3.º grau.
*** Aula destinada aos alunos de Violino, Viola e Violoncelo.

Curso Complementar
  • Destinado a alunos com mais de 14 anos de idade (ensino secundário)
  • 3 graus de aprendizagem
  • Aula de Instrumento — 1×60 minutos por semana
  • Aula de Formação Musical — 1×90 minutos por semana (teórica coletiva)
  • Aula de Música de Câmara — 1×60 minutos por semana (prática coletiva)
  • Aula de Análise Musical — 1×90 minutos por semana (teórica coletiva)
  • Aula de História da Música — 1×90 minutos por semana  (teórica coletiva)
  • Aula de Orquestra (1×120 minutos por semana (prática coletiva).
  • Aula de conjunto quinzenal*
  • Mensalidade: 210 €

* Aulas realizadas aos sábados de manhã — destinadas a alunos de Violino, Viola e Violoncelo.

Curso Livre
  • Destinado a todos os alunos com mais de 14 anos de idade
  • Aula individual de instrumento— 1×60 minutos por semana
  • Mensalidade: 120€
  • Opção de Aula de Conjunto: 40 €

Independentemente do nível frequentado, as aulas de instrumento são de uma hora semanal, podendo repartir-se por dois blocos de 30 minutos.

Qualquer que seja o curso frequentado, é obrigatória a aprovação a todas as disciplinas.

Transferências de curso ou desistências só podem ser efetuadas até ao final do primeiro período.

O calendário escolar está de acordo com as definições de períodos letivos definidos pelo Ministério da Educação.

Nos períodos de interrupção escolar —  férias ou feriados estabelecidos por lei  — a Escola de Música encontra-se fechada.

Os alunos externos candidatos aos cursos Geral e Complementar têm de fazer prova de instrumento e Formação Musical.


Comunicação família/escola

As circulares, comunicações escritas formais e a faturação serão recebidas pelo Encarregado de Educação no e-mail que disponibilizaram aquando da matrícula do aluno. Neste sentido, adverte-se para a necessidade de consulta regular das contas de e-mail.

Todas as comunicações dos Encarregados de Educação com a Escola devem ser feitas através do seguinte e-mail:
escolademusica@colegiomoderno.pt

Caderneta do Aluno

A caderneta do aluno é de uso diário obrigatório para todos os alunos até ao 9.º ano de escolaridade, inclusive. Sendo a caderneta um meio de comunicação privilegiado entre os Professores e os Encarregados de Educação, sublinha-se a importância da sua consulta regular.

No início do ano letivo, cada aluno recebe uma caderneta escolar que será intransmissível.

A caderneta do aluno deve ser prontamente exibida, em bom estado de conservação, quando solicitada por qualquer Professor. Em caso de perda ou deterioração,  o aluno deve informar o Coordenador de Ano e, depois de autorizado, adquirir, sem demora, um novo exemplar. A não apresentação da caderneta deve ser sancionada com uma falta de material.

Atendimento aos Encarregados de Educação

O pedido de reunião com a direção pedagógica terá de ser formalizado por e-mail. Os pais poderão ser recebidos pela Diretora Artística, Professora Inês Saraiva, sendo o pedido formalizado por e-mail para o seguinte endereço:
escolademusica@colegiomoderno.pt

A Diretora Executiva e Pedagógica, Dr.ª Isabel Soares, poderá convocar os Encarregados de Educação, sempre que entenda necessário e a situação o exija.

Cartão de Aluno

No início de cada ano letivo, cada aluno receberá um cartão magnético de identificação pessoal que deve trazer sempre consigo e apresentar à entrada e à saída da Escola de Música.

O cartão do aluno deve manter-se em bom estado de conservação e em caso de perda ou deterioração, o aluno deve adquirir um novo exemplar, sendo cobrados seis euros pela emissão da segunda via.

Material Escolar

O aluno deverá trazer sempre os materiais pedidos pelos Professores, sejam eles partituras, instrumentos ou outros. No caso das aulas de instrumento, é obrigatória a apresentação do mesmo. A sua falta impede a realização da aula, tendo como consequência a marcação de falta de presença.

Secretaria

Os serviços administrativos da Escola de Música funcionam na Secretaria com o seguinte horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

No período de renovação de matrículas, o horário de atendimento é das 8h00 às 13h00 e das 14h30 às 17h30, de segunda a sexta-feira.


Assiduidade

O dever de assiduidade dos alunos, contemplado nos normativos do Ministério da Educação, implica quer a presença e a pontualidade na sala de aula e/ou outros locais onde se realiza o trabalho escolar, quer uma atitude empenhada e um comportamento adequado à situação de ensino-aprendizagem.

Falta de Presença

É considerada falta de presença a não comparência do aluno a uma aula ou outra atividade de frequência obrigatória (concertos ou ensaios).

As faltas são registadas pelo Professor ou Coordenadores de Classe, nos suportes administrativos adequados.

Faltas de Atraso

Caso o aluno se atrase mais do que o tempo correspondente a metade de uma aula, poderá ser marcada uma falta de presença.

Falta disciplinar

Considera-se falta disciplinar qualquer atitude ou comportamento do aluno que perturbe o funcionamento das atividades escolares e atente contra as normas do presente regulamento.

Na sala de aula, compete ao Professor advertir o aluno, registar a respetiva falta e dar conhecimento, por escrito, da situação à Direção da Escola de Música.

Em situações consideradas graves, a Direção da Escola de Música avalia e decide das sanções a aplicar.

Justificação de faltas

As faltas dos alunos têm sempre que ser justificadas pelo Encarregado de Educação nas cadernetas, acompanhadas pelos elementos comprovativos adicionais entendidos como necessários à justificação da falta.

O pedido de justificação de falta é entregue ao Coordenador de Ano, e deve ser apresentado previamente, sendo o motivo previsível, ou, nos restantes casos, até ao 3.º dia útil subsequente à verificação da mesma.

Quando não for apresentada justificação ou quando a mesma não for aceite, a situação será comunicada aos Encarregados de Educação.

Faltas injustificadas

São consideradas injustificadas as faltas que não tenham sido objecto de justificação, aquelas cuja justificação não tenha sido aceite e/ou tenha sido entregue fora do prazo.

O limite de faltas injustificadas — um terço das horas obrigatórias por período letivo — poderá ter como consequência a não participação em concertos e outras atividades coletivas ou, no caso das aulas de instrumento, a retenção no nível de ensino que o aluno frequente.

Aulas de substituição

Em nenhum dos casos anteriormente mencionados, seja a falta justificada ou não, haverá direito a substituição obrigatória de aula.

No caso da falta ser dada pelo Professor, a reposição é obrigatória e será agendada pelo próprio.


Avaliação

A avaliação é entendida como um processo integrado no ciclo de ensino-aprendizagem, incluindo um conjunto de procedimentos que, para além da certificação, se constitui como estratégia de apoio e promoção das aprendizagens.

Finalidades da Avaliação

São finalidades da avaliação:

  • Promover o sucesso educativo através do esforço e do êxito, do reajuste dos projetos individuais de trabalho e do superar das dificuldades.
  • Regular o ciclo de ensino-aprendizagem, apoiando o processo educativo de modo a sustentar o sucesso de todos os alunos.
  • Construir competências no domínio da responsabilidade e da autonomia do aluno no seu percurso de aprendizagem.
  • Certificar as diferentes competências adquiridas nos diferentes ciclos de estudo.
  • Contribuir para a melhoria da qualidade do processo educativo, possibilitando tomadas de decisões para o seu aperfeiçoamento, promovendo uma maior confiança social do seu funcionamento.
Referencial de Avaliação

O processo avaliativo é sistemático e contínuo, promovendo o cumprimento dos objetivos curriculares previamente definidos.

O aluno é informado, em cada disciplina ou área curricular, das competências a desenvolver e do referencial de avaliação.

Situações formais de avaliação

Com base nos referenciais de avaliação, no sentido de uniformizar os padrões de exigência e fomentar a aferição do processo de ensino-aprendizagem, os alunos são avaliados de acordo com os seguintes parâmetros:

Aulas de instrumento
  • Assiduidade
  • Pontualidade
  • Preparação para a aula (estudo em casa)
  • Qualidade das apresentações nos concertos e nas audições
  • Atitude do aluno no momento de aula
  • Cumprimento do aluno em função do programa estabelecido para cada um dos anos de ensino
Aulas teóricas
  • Assiduidade
  • Pontualidade
  • Comportamento no espaço de aula
  • Preparação para aula
  • Prestação do aluno nas provas escritas e orais
  • Atitude do aluno no momento de aula
Classe de conjunto
  • Assiduidade
  • Pontualidade
  • Preparação para a aula
  • Qualidade da execução em todas as músicas do repertório previsto
  • Comportamento no espaço de aula
  • Atitude do aluno no momento de aula
  • Contributo individual para a evolução artística da classe
  • Prestação dos alunos em momentos performativos
Aulas de coro
  • Assiduidade
  • Pontualidade
  • Preparação para as aulas
  • Comportamento
  • Atitude
  • Prestação dos alunos em momentos performativos
Regimes de Avaliação
  • A avaliação difere consoante o curso frequentado pelo aluno.
Cursos preparatório e de iniciação
  • a avaliação é qualitativa (não satisfaz, satisfaz menos, satisfaz, satisfaz mais, bom menos, bom, bom mais, muito bom)
Cursos geral e complementar
  • A avaliação é quantitativa (funciona de acordo com a escala de zero a vinte)
  • Nestes oito anos de aprendizagem, os alunos terão de realizar uma prova ou exame final do ano.
  • No 1.º, 3.º, 4.º, 6.º e 7.º anos, os alunos terão de realizar uma prova final de instrumento e de formação musical cujo peso será equivalente a 33% da nota final do ano.
  • No 2.º, 5.º e 8.º anos, os alunos terão de realizar um exame final de instrumento e de formação musical, exame esse que representa 50% da nota final do ano.
  • O repertório preparado pelos alunos para estes momentos de avaliação deverá estar articulado com o programa em vigor para o nível em que o aluno se insere.
  • Os alunos deverão consultar previamente o programa de cada um dos instrumentos.
  • O não cumprimento do repertório adequado a cada um dos níveis poderá resultar, no limite, na reprovação do aluno.
Condições de transição

Os alunos transitarão automaticamente desde que cumpram o regime anteriormente descrito, tendo aproveitamento a todas as disciplinas que frequentam.

Quando proposta pelo Professor até ao final do primeiro período,  e após uma avaliação por parte da Direção Pedagógica, os alunos poderão mudar de nível mais adequado às suas competências, desde que se trate de um ano sem exame final.


Seguro Escolar

  • Todos os alunos da Escola de Música estão cobertos por um seguro escolar.
  • Em caso de acidente são transportados ao Hospital de Santa Maria, por um funcionário da Escola, para observação médica, contactando-se logo que possível o Encarregado de Educação.
  • Salienta-se que é fundamental estarem atualizados, no Boletim de Inscrição do aluno, todos os telefones do Encarregado de Educação, para onde seja possível comunicar em caso de urgência.
  • Sempre que haja alguma alteração de morada ou telefone, esta deverá ser imediatamente participada aos serviços competentes da Escola.
  • Sublinha-se que a ativação do seguro escolar só se concretiza em situações acontecidas no espaço escolar e comunicadas, no momento, à Escola.

Proteção de Dados

A Escola assume um compromisso de privacidade e segurança das informações pessoais de cada aluno. Os dados recolhidos anualmente não serão tratados individualmente, nem fornecidos a entidades exteriores ao Ministério da Educação, além da seguradora para ativação do seguro escolar. Em qualquer altura, o Encarregado de Educação pode pedir a consulta, correção e eliminação dos dados que respeitem ao seu Educando, desde que não viole as regras do Ministério da Educação.

Share this

Morada
Rua Doutor João Soares, 18
1600-060 LISBOA

Contactos
Telefone: +351 21 799 18 40
Email: geral
Fax: +351 21 799 18 41

Share this

Como nasce o projeto

Fundada em Outubro de 2012 e situada junto à Alameda da Universidade de Lisboa, a Escola de Música do Colégio Moderno deu corpo a um sonho antigo da direção do Colégio.

A Escola de Música é dirigida pela Professora Inês Saraiva e pelo Maestro César Viana, duas referências no meio musical português, e conta com um leque de professores de grande qualidade, a que se juntaram os professores de música do Colégio.

Inicialmente vocacionada para o ensino de  instrumentos de cordas – violino, viola de arco, violoncelo – a Escola alargaria, a pedido de pais e alunos, a sua atividade lectiva ao ensino de piano, tendo como coordenadora dos professores deste instrumento a pianista Jill Lawson.

Dos 50 alunos iniciais, que acompanharam os professores na sua transição, aos atuais cerca de 300, foi um pequeno salto apenas.  Embora a maioria frequente também o Colégio Moderno, a Escola de Música é uma instituição autónoma, aberta ao exterior, e o número de alunos oriundo de outras escolas não para de crescer.

Missão e estrutura curricular

Apesar de não ter a pretensão de que todos os seus alunos sejam mais tarde instrumentistas profissionais, a Escola de Música do Colégio Moderno tem como missão e dever prepará-los para essa eventualidade.

A escola está aberta a crianças a partir dos três anos e não tem limite de idade de frequência. A estrutura curricular acompanha as idades dos alunos dos vários graus de ensino oficial. Não obstante, qualquer pessoa pode candidatar-se, sendo encaminhada para o grau que mais se lhe adequa.

O curso obedece a um formato e conteúdos definidos pela Escola.

A estrutura do Curso de Música divide-se em três grandes blocos:

• o curso preparatório que corresponde ao pré-escolar e é frequentado por alunos entre os três e os seis anos. O seu currículo prevê uma aula individual de uma hora semanal de instrumento acrescida, no caso dos alunos de cordas, numa aula quinzenal de conjunto, sempre ao sábado, de manhã.

• o curso de iniciação que decorre em paralelo com o ensino básico e se destina a um grupo etário composto, na sua maioria, por alunos entre os seis e os dez anos de idade. A estrutura curricular deste módulo inclui uma hora de instrumento individual por semana, acrescida agora de uma hora de coro e outra de iniciação musical – solfejo –, também semanal.  Mantém-se a aula quinzenal de conjunto para os alunos de cordas.

• o curso geral e complementar que abrange alunos do segundo ciclo ao final do secundário, com idades compreendidas entre os dez e os dezoito anos.

O curso geral compreende os cinco primeiros anos – para alunos entre os dez e os quinze anos de idade. Do horário consta uma hora de instrumento semanal e outra de coro, para além de hora e meia de formação musical, uma vertente mais avançada do solfejo. O horário dos alunos de cordas prevê ainda duas horas semanais de orquestra e duas outras de conjunto.

O curso complementar é de todos o mais exigente. Destina-se aos alunos dos três últimos anos, com idades compreendidas entre os quinze e os dezoito. Fazem parte da sua estrutura curricular semanal, uma hora de instrumento, hora e meia de formação musical, hora e meia de música de câmara, hora e meia de análise musical e hora e meia de história da música.

A Escola de Música atribui um diploma de frequência a todos os alunos que completem os vários graus de ensino.

Concertos, projetos e workshops

Para lá das muitas audições programadas ao longo do ano que permitem que todos os alunos se apresentem ao público, independentemente do grau de ensino que frequentem, a Escola de Música do Colégio Moderno desenvolve e participa em toda uma série de atividades culturais entre as quais as várias audições ao longo do ano, dentro do espaço da Escola, e os concertos entre os quais destacamos:

• O concerto anual no Teatro Nacional de São Carlos.
• A participação nos Dias e nos Mini-Dias da Música, no Centro Cultural de Belém.
• Os concertos no Palácio Nacional da Ajuda, na Sé de Lisboa, na Basílica da Estrela e no Panteão Nacional.
• Masterclasses.
• Tournées.

Share this